Drow

Parentes dos Elfos que ainda hoje habitam a superfície (e com quem conviveram a muito tempo), os Drows são criaturas temíveis que habitam os subterrâneos. Têm a pele escura e cabelos brancos, sendo por essa razão também conhecidos como Elfos Negros.

Existe um ódio mortal entre Drows e os elfos da superfície, que vem desde quando os Elfos ainda viviam como um único povo (logo após sua criação). Entre os grupos que se dividiram (e tentavam impor seu modo de pensar sobre todos os outros) estavam aqueles que cuja cobiça por poder era sem limites.

Sua ambição levou-os a se unir à Lolth, a Rainha Aranha; e passaram a lidar com as formas mais negras e profanas da magia. Rompendo seus últimos vínculos com seu povo, esses elfos vieram a chamar a si mesmos de Drow.

Os outros elfos, bucando abrir os olhos de seus companheiros para a gravidade de sua escolha, eram agora vistos como uma ameaça que deveria ser eliminada a qualquer custo. Os Drows então atacaram e invadiram as cidades élficas, matando seus habitantes sem perdão. Como única alternativa, os outros elfos se uniram para contra-atacar. Teve inicio a guerra mais longa e violenta da história élfica. Irmãos e amigos letavam entre si.

Os elfos lutaram e resistiram, mas não puderam impedir que as sombras negras da catástrofe pairassem sobre seu povo. Os Drows conquistavam muitas cidades élficas; a vitória de Lolth e seus seguidores era apenas questão de tempo. Foi quando os Deuses interferiram. Corellon Larethian e os outros Seldarine (os deuses criadores dos Elfos) lutaram bravamente pelo seu povo. A batalha divina culminou com um duelo entre Corellon e a própria Lolth, em uma batalha que se tornou lendária. Corellon venceu, forçando Lolth a se refugiar nas profundezas da terra.

Mesmo derrotados, os Drows preferiram seguir com sua deusa a permanecer entre aqueles que desejavam impedi-los de alcançar seu objetivo. Furioso com essa traição, Corellon Larethian os amaldiçoou, fazendo sua maldade ficar para sempre marcada em suas faces; dali por diante teriam pele negra e cabelos brancos.

Não há raça mais traiçoeira, em suas relações, que os Drows (inclusive entre eles próprios). Às vezes pode ser selado um pacto de ganho mútuo, mas é certo que uma traição quebrará o trato assim que este não for mais vantajoso para o Drow. Muitos aprenderam a ser cuidadosos ao lidar um Drow; e sabem que devem estar preparados pra tudo.

Os Drows não são assasinos descontrolados; eles possuem um enorme senso de sobrevivência e, embora interessados em ascendência pessoal, costumam estar sempre em grupo, mesmo na superfície, onde a lealdade existe.

O comércio entre Drows e outras raças é intenso; o mercado de escravos é um deles. Enquanto que, para muitos comerciantes, os escravos são valiosos bens de comércio, para os Drows não passam de serviçais para o trabalho pesado; insignificantes. Se algum vier a morrer, será substituído.

Drow

Crônicas subterrâneas kio